Vereadores querem barrar Projeto de Lei que põe fim nas assessorias laranja

Vereadores querem barrar Projeto de Lei que põe fim nas assessorias laranja

Uma operação para barrar projeto de lei que poderia acabar com as assessorias laranja entrou em prática na Câmara de Itapetinga, sobre o comando da presidente da Casa



Tentativa dos vereadores contra fim dos assessores laranja é que o projeto não chegue ao plenário.


Uma manobra articulada por membros da Mesa Diretora da Câmara de Itapetinga, sobre o comando de Naara Duarte, está em andamento dentro do Parlamento. Vereadores aliados da presidenta, tentam impedir que Projeto de Lei sobre ponto eletrônico para assessores parlamentares de autoria do vereador Romildo Teixeira (PSL), chegue ao plenário.

Com o retorno do recesso parlamentar, na quinta-feira (1), um projeto de Lei, que obriga todos os servidores efetivos, inclusive os assessores parlamentares a baterem ponto eletrônico, vem tirando o sono da maioria dos vereadores, caso concretize, deve levar muitos Parlamentares itapetinguenses a registrarem prejuízos mensais. A obrigatoriedade acabaria com os assessores laranja, que teriam de comparecer na Câmara para trabalharem reduzindo boa parte dos ganhos no esquema de ‘rachadinha’.
Romildo Teixeira, autor do Projeto de Lei que poem fim no esquema de assessoria laranja. O Vereador deve enfrentar resistência dos seus colegas de parlamento.

Contrapondo a posposta de Teixeira, está os membros da Mesa Diretora da Câmara, além de vereadores aliados, maioria no Parlamento, que temem a obrigação do trabalho para seus assessores. 

Mas a vereadores que não gera resistência a proposta de Lei de Romildo Teixeira. Os vereadores Eliomar Barreira (Tarugão/MDB), Fabiano Alves, (Bahia/DEM) e Valquirio Santos Lima (Valquirão/PR) [aqui mencionados]. Além do vereador Marcio Carvalho Oliveira (Marcio Pio). Segundo Fontes.

Com apenas cinco votos, a favor da proposta que obrigam assessores a baterem ponto eletrônico, Teixeira deve usar estratégia de pressão popular sobre os vereadores contrários ao Projeto de Lei.  Para mudança na Lei será preciso oito votos, maioria absoluta dos membros do Parlamento.

Fontes colhidas na Câmara: Os vereadores Tarugão, Bahia, Valquirão e Marcio Pio são favoráveis aos projeto de lei que acaba com o laranjal da Câmara 

A manobra para reter o andamento do Projeto de Lei, seria o quase arquivamento na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), compostas pelos vereadores João de Deus, Anderson da Nova e Diego Rodrigues (Diga Diga). Até então unanime na Comissão para operação tartaruga no projeto de Teixeira.

Segundo fontes anônimas, nos bastidores da Câmara a vereadores que resistem à ideia de colocar assessores para trabalhem. Até o momento os vereadores contra o fim das assessorias laranja, são: Mesa Diretora: Naara Duarte/DEM [Presidente], Sargento Alberto/PP [vice-presidente], Nailton Negueiro/ PRB [1º Secretário], Anderson Alves Cruz/DEM (Anderson da Nova) [2º Secretário] e João de Deus/MDB  [3º Secretário; Vereadores: José Antunes (PSC), Valdeir Chagas (PDT), Gilmar Santos Lima/PSD (Piritiba), Jair Salões (MDB), Diego Rodrigues/ PR (Diga Diga). Os nomes contrários a mudança na Lei, é feitos por levantamentos em bastidores não impede os vereadores mencionados a mudarem de posição, e declararem os seus votos a favor ou contra abertamente.

Vereadores que pretendem emperrar Projeto de Lei que acabaria com as assessorias laranja

Continuidade dos laranjas...
Para contrapor o projeto de Lei de Romildo Teixeira que obrigam assessores a baterem ponto eletrônico, uma proposta alternativa está em andamento na Câmara, seria a obrigatoriedade de um assessor trabalhar e outro fazer serviços “externos” para os vereadores. No assar da Pizza, seria a oficialização de um assessor laranja, reduzindo os prejuízos do ‘ardis’ nos seus esquemas de ‘rachadinha’, pratica que consiste em parlamentares reterem parte dos salários dos assessores lotados em gabinetes.

A resistência de Naara
Após impacto da última revelação sobre os laranjas da presidente da Câmara de Itapetinga, Naara Duarte, que deu cara e rostos aos seus assessores lotados em seu gabinete, ambos recebem salários de mais de R$ 2 mil reais mês, para não trabalharem no Poder Legislativo, sobre alegação de serviços externos para a presidente. Os assessores lotados no gabinete de Naara, já trabalham; Um da expediente em uma loja comercial outro é moto-taxista, com horários incompatíveis com funcionamento da Câmara de Itapetinga.

No Parlamento a pressão dos membros da Mesa Diretora e até vereadores para que a presidenta troquem seus assessores, já que a imagem da Câmara anda arranhada após revelações do IDenuncias sobre laranjal. Até o momento do fechamento desta matéria o Diário Oficial da Câmara de Itapetinga não registrava as exonerações dos assessores laranja de Naara.
  
Única saída
É visível o extremo desgaste da Câmara de Itapetinga com permanência do esquema de assessoria laranja. Os vereadores até embolsaram reação com arquivamento das denuncias pelo Ministério Publico, porém durou muito pouco, após revelações do IDenuncias, dos assessores laranja da presidente da Câmara, restou uma única saída! Ou por fim nos laranjas ou sofrerem desgastes até o ano eleitoral.